Complexidade linguística e correção no desempenho oral de uma tarefa argumentativa

Sara Santos

Abstract


Na sequência de um estudo anterior relativo aos efeitos da manipulação da complexidadecognitiva na produção oral de uma tarefa monológica de transmissão de informação (Santos2018a), este trabalho teve como objetivo investigar o impacto do aumento das exigênciascognitivas no desempenho oral de uma tarefa argumentativa. A variável independente foi ofator “±poucos elementos” da Hipótese da Cognição (HC) de Robinson (2001, 2003, 2005,2010, 2011, 2015) e as variáveis dependentes foram medidas gerais e específicas de correçãoe medidas de complexidade linguística (complexidade sintática e diversidade lexical).Participaram no estudo trinta e três aprendentes chineses de português como línguaestrangeira. Os resultados demonstraram que a manipulação da complexidade cognitiva datarefa foi significativa ao nível da diversidade lexical. A Hipótese da Cognição foiconfirmada, apenas, no que respeita a esta dimensão da produção oral. A análise correlacionalentre as medidas de complexidade linguística e de correção não confirmou efeitos decompetição entre as duas dimensões, rejeitando-se, por isso, as premissas da abordagem daCapacidade Limitada de Atenção (CLA) de Skehan (1998, 2009, 2014, 2015, 2018). Osdados desta investigação são discutidos, tendo em conta os resultados obtidos no estudorealizado anteriormente com outro tipo de tarefa, ou seja, uma tarefa de transmissão deinformação (Santos 2018a).

Following a previous study on the effects of manipulating cognitive complexity on the oralproduction of a monologic information-giving task (Santos 2018a), this research work aimsto investigate the impact of increasing the cognitive demands of an argumentative task. Theindependent variable chosen was the “± few elements” of the Cognition Hypothesis proposedby Robinson (2001, 2003, 2005, 2010, 2011, 2015) and the dependent variables were generaland specific measures of accuracy and measures of linguistic complexity (syntacticcomplexity and lexical diversity). Thirty-three Chinese learners of Portuguese as a foreignlanguage participated in the study. The findings showed that increasing task complexity ledto a more lexically diverse speech. The Cognition Hypothesis was confirmed only in respectto lexical diversity. A correlational analysis between accuracy and complexity measures didnot confirm trade-off effects, as predicted by the Limited Attentional Capacity approach(Skehan 1998, 2009, 2014, 2015, 2018). The findings of this work are compared with thefindings of a previous study with a different task type, i.e., an information-giving task (Santos2018a).


Keywords


tarefa argumentativa; complexidade cognitiva; Hipótese da Cognição; português como língua estrangeira

Full Text: PDF

Moderna språk - Institutionen för moderna språk - Box 636 - SE-751 26 UPPSALA
ISSN: 2000-3560